sábado, 27 de maio de 2017

Poema do abraço

       
Abraço

No melhor dos espaços,
vibrante-quieto mexer,
e, sem nada a dizer,
tão gostoso é o amasso,
da vida doce pedaço,
sentir o coração bater...

Um aliviar aquecido,
uma energia, um suporte,
nosso chegar da sorte,
recuperação do perdido.

O renascer num instante,
fortificar a esperança,
sentir-se bem importante
e sorrir que nem criança.

Livre-laço sem preconceito,
uma Paz que se oferece,
o que vale e prevalece,
e que fazemos perfeito.
             
João Lover
22/05/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário