sábado, 28 de março de 2015

O espelho

O teu retrato diante do espelho
dá a ti mesmo o conselho,
fala-te a verdade.

Sem dúvida nenhuma,
não podes fugir de alguma
que ora tentas esconder.

Impossível se enganar...
ficas a te dizer...
Mesmo se tentares...
é inevitável se ver.

Se te enganas,
não estás consolado,
enganando a ti mesmo,
sem crença és enfermo,
há muito estás desenganado.

     João Lover
              1995 (do livro Infinito Prazer)