quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

A metade da lua

A lua sobre a estação
tava faltando um pedaço.
lembrei do meu coração,
também havia um espaço.

O vazio em metade,
um sofrer tão ardente,
uma saudade somente,
a tristeza que invade...

E se fosse doutro jeito?
A vibração no peito:
estarmos juntos vendo a lua.

Mas o destino tem moda sua;
e eu flutuo aqui na rua,
e produzo imagens numa tela,
traduzindo a Deusa nua,
e apenas vejo a lua,
e vivo pensado nela.
     João Lover

      12.10.1998, do livro O olhar impossível...